Quem vai levar Mariazinha para passear? (Trilha Sonora)

“Quem vai levar Mariazinha para passear?” é um curta de animação que está sendo dirigido em Belém pelo querido amigo André Mardock. O filme veio da peça homônima, escrita pela Ester Sá e pelo Maurício Franco. Ele conta de história de dois anjos (001 e 002) que, caindo na terra, e esperando uma chuva passar, contam outra história: a do amor entre o deus Eros e Psiquê. O Maurício foi também o responsável pela criação, em papel recortado, dos personagens e cenários lindíssimos. Veja aqui algumas das coisas maravilhosas que ele fez!

mariazinha_afrodite
Afrodite
mariazinha_ze-CC-81firo
Zéfiro, com Eros, pequenino, ao seu lado.
mariazinha_deussol
Deus Sol e Mariazinha/Psiquê.

Esta é a trilha que criei pro curta. Com exceção da última faixa, que encerra o filme, as demais são temas bem curtos, geralmente servindo para pontuar o aparecimento de personagens. A partitura de “Mariazinha, the end”, pode ser lida e baixada aqui.

Para baixar todas as faixas, clique aqui (ZIP – 8Mb).

E a animação, coordenada pelo Andrei Miralha, está uma jóia. O vídeo abaixo é só um teste, já bem antigo, com a deusa Perséfone. A música de fundo é o “No reino de Hades”.

Catalendas 2012 – nova Trilha Sonora

Esta é a nova trilha sonora que fiz pro programa “Catalendas” (produzido pela TV Cultura do Pará), que esse ano voltará com episódios inéditos.

Se quiser baixar a nova trilha completa, visite esta página no Overmundo.

O Catalendas é uma criação do In Bust Teatro com Bonecos, e é dirigido pelo Roger Paes. A trilha anterior, composta em 2002, também pode ser ouvida e baixada aqui.

Chico Tripa – Diário de um Palhaço

Chico Tripa, por Cássio Tavernard.

“Chico Tripa – Diário de um Palhaço” é um projeto do Cássio Tavernard contemplado este ano com uma Bolsa de Pesquisa e Criação do IAP. O resultado foi uma vídeo-performance apresentada neste 16 de dezembro na sala de dança do Instituto. O vídeo no final desta postagem foi projetado na apresentação pelo próprio Chico Tripa, interpretado pelo Cássio. Ele está dividido em duas partes, devido à limitação de tempo do YouTube, onde está hospedado. Além disto, algumas cenas foram editadas porque só faziam sentido na apresentação, principalmente nos momentos em que o ator interagia com as animações.

A Direção Musical é minha. Ouça logo abaixo as músicas que compus pro projeto. Pra baixá-las num único arquivo, clique aqui (arquivo zip – 6,4MB).

Contamos com as participações especias do músico Delcley Machado, que  tocou guitarra em “Maquiagem” e na cena do trem partindo; e da cantora Andréa Pinheiro com o Conjunto Galo Preto, que interpretam no final do filme “Luz negra“, de Nelson Cavaquinho e Amâncio Cardoso. A faixa faz parte do disco “Andréa Pinheiro & Galo Preto”, gravado em 2004.

Na cena de equilibrismo, a música é de Chico Marx, retirado do filme “At the circus”, feito pelos Irmão Marx em 1939. As músicas que tocam no início da segunda parte são “That’s Amore” de Dean Martin, e o tema do Circo de Charlie Chaplin.

Se preferir ver o vídeo diretamente no YouTube, clique aqui.

Ovelhas

ovelha_cartaz

Publiquei na internet o desenho animado “Ovelhas”, da “Só H – Produções áudio-visuá”, um projeto independente meu e da Luciana Leal.

“Ovelhas” é baseado numa ideia de Inaê Nascimento. O roteiro simples e gracioso, que recebeu adaptações da Luciana Leal, sugere uma explicação para as nuvens do céu. Toda a produção ficou por minha conta (sonoplastia) e da Lu (animação em flash); bem como a direção, feita por nós dois. Veja abaixo o desenho, ou se preferir, diretamente no YouTube.

Uma palavra sobre a Só H:

Eu e Luciana temos um monte de projetos. Com tantas coisas pretendidas, decidimos criar nossa própria produtora independente e tirar as ideias do papel. Mas o tempo foi passando e as resmas de papel aumentando, até que decidimos batizar a produtora para que ela pudesse parecer um pouco mais real.

“Égua, a gente é só papo furado, só bafo, só embromação!”, comentamos uma vez. Assim veio o nome “Só H”. Continuamos embromando muita coisa, mas o primeiro produto tá no ar. Agora é usar mais papel pra continuar anotando as ideias.

Trilhas sonoras FGC

Assim como na postagem anterior, apresento aqui um novo disco feito com material antigo selecionado. Esta é uma seleção de trilhas sonoras que produzi pra teatro e vídeo.

Seguem algumas informações:
A linda melodia do mantra (faixa 3) é do cantor Rafael Nolleto. A letra é do Ronald Bergman, o diretor do espetáculo e grande amigo falecido em junho passado. Minha participação aqui está no arranjo das vozes e gravação.
A música “É a pororoca” (faixa 5) é do compositor ouremense Rivaldo Lopes. A original chama-se “É o Papa-tudo”, e é uma homenagem a uma aparelhagem local. A adaptação da letra é minha, que foi cantada por Iraçu Silva, também da cidade de Ourém.
A Valsa (faixa 9) que está aqui como um instrumental, serve de base para uma canção interpretada ao vivo pelo ator Paulo Ricardo. A melodia é da valsa da Ciranda do norte, do folclore amazonense.

Baixe o disco Trilhas sonoras FGC, completo, clicando aqui (arquivo zip – 18,7 MB).

Ouça as músicas nos links a seguir.

E mais algumas informações:

01 – Construção. Da peça “Duas tábuas e uma paixão” (2001). Escola de Teatro e Dança da UFPA. Direção: Wlad Lima.
02 – Dança do Enteu. Da peça “Ad infinitum” (1999). Companhia Atores Contemporâneos. Direção: Miguel Santa Brígida.
03 – Mantra. Da peça “Negra memória” (2008). Direção: Ronald Bergman.
04 – Abertura. Do curta de animação “A Onda” (2005). Direção: Cássio Tavernard.
05 – É a Pororoca. Do curta de animação “A Onda” (2005). Direção: Cássio Tavernard.
06 – Lua. Da peça “Ora noite, ora dia” (2002). Inbust – Teatro com bonecos. Direção: Adriana Cruz.
07 – Papel. Da peça “Paixão barata e Madalenas” (2001). Escola de Teatro e Dança da UFPA. Direção: Wlad Lima e Karine Jansen.
08 – Choque. Da peça “Paixão barata e Madalenas” (2001). Escola de Teatro e Dança da UFPA. Direção: Wlad Lima e Karine Jansen.
09 – Valsa. Da peça “A Peleja da Princesa Mariana e seu Pássaro Garça Dourada contra a terrível Rainha Valéria de Marambaia e a Feiticeira do Mal” (2002). Inbust – Teatro com bonecos. Direção: Adriana Cruz.
10 – Quem manda ser traíra? Do curta de animação “O Rapto do Peixe-boi” (2009). Direção: Cássio Tavernard e Rodrigo Aben-Athar.

O Robô Criador

“O Robô Criador” é um curta-metragem que produzimos durante a oficina “Trilha sonora para áudio-visual“, realizado pelo Instituto de Artes do Pará (IAP), através do Núcleo de Produção Digital do Pará, e ministrada por mim, em Agosto de 2008.

Sinopse:
O filme conta a história de um bolsista charlatão (interpretado pelo ator Paulo Ricardo) que, em 1955, entrega ao IAP o “Robô Ninja Criador”, como resultado da sua Bolsa de Pesquisa. Segundo o próprio bolsista, é “uma obra que faz obras”. No entanto, durante a sua apresentação, um assaltante rouba a central de processamento de “dados” do robô, que é então levado para uma sala de reciclagem, a fim lhe darem outro proveito.

“O Robô Criador” foi filmado na noite de 26 de agosto de 2008, dentro das dependências do IAP, durante uma das aulas da Oficina de Trilha Sonora. Veja logo abaixo o filme. E em seguida, a ficha técnica. E se preferir, assista diretamente no YouTube.

Ficha Técnica:

Atores:

André Mardock : Robô Ninja Criador
André Pereira : Carregador do robô
Charles André : Carregador do robô
Fábio Cavalcante : Avaliador
Luciana Leal : Mulher no banheiro
Lucas Escócio : Assaltante
Paulo Ricardo : Bolsista

Trilha Sonora e Efeitos (Criação coletiva dos participantes da oficina “Trilha sonora para áudio-visual”) :

André Márcio Mardock
André Pereira Souza
Charles André da Costa e Silva
Emivaldo Ribeiro Feitosa Júnior
Fabrício Coutinho Gaby
Fábio Pereira dos Santos
Leonardo Chermont Rodrigues
Lucas Lourenço Escócio de Faria
Paulo Ricardo Silva do Nascimento

Câmera: Diógenes Leal

Direção: Fábio Cavalcante