Si.la.bo.som

Feed Rss

Arranjo pra mazurca

09.03.2016

Esse é um arranjo a três vozes que preparei pra mazurca tradicionalmente tocada nas festividades da marujada de Bragança (Pará). A melodia do meio é a tradicional, e acrescentei um baixo e outra voz no registro mais agudo. É uma base pra um arranjo eletrônico que estou fazendo.

Pra baixar a partitura, clique aqui. E para ouvir e acompanhar, use o tocador abaixo.

Essa é a melodia em duas partes que fiz pra gravação do meu “Xote da Schottasch”. Ela entremeia com as vozes do “coro das fêmeas” que apresentei numa postagem anterior.

Xote_Sch_Melodias
Pra ouvi-la ao som dum piano, use o tocador abaixo.

 
Xote da Schottasch - Partitura e Edição no Logic
Partitura e sequenciamento do Xote.

Este é o pedacinho que tirei de “Oswald Canibal”. 

 

A música é a primeira preparada para o disco “Belém Incidental”, que tô produzindo junto com Henry Burnett (acabamos de fechar a mixagem dela). A guitarra foi tocada pelo Marcel Rocha. Os demais instrumentos – todos virtuais – e arranjos são meus.

“Oswald Canibal” é uma composição de Henry Burnett e Paulo Vieira, e pode ser ouvida aqui, numa tocada em Belém, em agosto de 2013.


Diretor Executivo e Diretor Legislativo do projeto “Belém Incidental” 😛

 

O “Xote da Schottasch” é outra faixa que tô gravando pro meu “FGC Vol. 666”. No refrão, a participação deliciosa e explícita do “coro de fêmeas”. Ouça aqui:

 

 

“Inferno” é mais outra canção que tô gravando pro próximo álbum meu, o “FGC Vol. 666”. Este trecho é o solo final que criei pra ela:

 

 

A melodia é uma variação, em doristi, do coral “Jesus, alegria dos homens“.

Como a peça de Bach está em 3/4 (e a minha em 4/4), fiz algumas alterações na melodia, até chegar à versão final que foi gravada. Este processo está na partitura abaixo.

 

 

Esta é uma melodia cifrada, ainda manuscrita, pra eu desenvolver num arranjo maior, provavelmente eletrônico. A parte A é uma versão doristi de “Early one morning“, uma canção folclórica inglesa; a segunda parte foi composta mais livremente, mas também está em doristi. E esse desenho pintado é uma caboquice que fiz no Gimp. Se quiser, toca aí, que ela tá simples e “bonitinha”.

01 29 - Homenagem ao Papa Alexandre VI

Criei essa melodia pra gravação que tô fazendo do Urubu, uma canção minha com o Allan Carvalho. Ela está na escala doristi, e a partitura a seguir mostra três etapas dessa composição – a melodia original, em ré; a conversão pra doristi, em si; e depois a versão final, que é a mesma melodia convertida, mas com umas alteraçõezinhas que preferi fazer.

01 23 - Uma melodia pro Urubu

 

Nesse tocador dá pra ouvir uma palhinha dessa nova gravação do Urubu – é o trecho com a melodia acima.

 

Venho mexendo com esse “Hino ao sol” há alguns anos, desde quando o li no livro “Apuntes de acustica y escalas exoticas”, de Blanca Cattoi (já falei dele nesta outra postagem). Agora acrescentei umas frases e uma letra ao hino, que estou gravando pra colocar no meu próximo álbum, o “FGC Vol. 666”. O som a seguir é um improviso que fiz com as bases sonoras usadas nessa gravação. Todo feita no Maschine, o material parece que fica “pedindo” variações – essa é uma delas.

 

 

Criei no Kontakt um instrumento virtual baseado em samples de um pandeiro que gravei. Ele tem bem mais recursos que os meus instrumentos anteriores – além de ter colocado um número grande de amostras sonoras do pandeiro, adicionei vários efeitos que podem ser ativados e desativados, direcionados só para algumas notas, e alguns recursos em KSP (a linguagem de script própria do Kontakt). Minha intenção agora é usá-lo nas próximas gravações (a curto prazo, no meu “Retumbão dos infernos”, que já comecei a gravar).

Fiz este “Exercício 1″ mais para testar rapidamente os recursos do pandeiro. Ficou assim:

 

Se quiser baixar o áudio acima, clique aqui.

Aí embaixo estão umas imagens do instrumento no kontakt.

“Performance view”

 

“Kontakt Script” e “Editor de mapeamento”

 

Ensaiando o “Naquele tempo” (Pixinguinha e Benedito Lacerda), preparei essa Caboquice com um trechinho do chôro se repetindo diversas vezes entre 4 vozes, em forma de cânone. A partitura está aí embaixo, e a gravação é pra depois (espero!).

Para baixar a partitura, clique aqui.